17 Dicas Pra Escrever Uma Copy de E-mail Como Os Mestres Mundiais em Copywriting

Então, aqui está uma situação muito comum no mundo da copy por e-mail. Preste atenção no dialogo abaixo entre Davi e João.

Davi: Olá João, precisamos enviar um e-mail o mais rápido possível, promovendo as novas atualizações de produtos e o serviço que lançaremos no próximo mês.

João: Sim, Dave, eu concordo. Quer que eu faça um e-mail rápido e podemos enviar aos nossos clientes amanhã de manhã?

Dave: Sim, parece uma boa idéia.

O que vemos a seguir é a pior coisa que você pode fazer quando se trata de copy pra e-mail…

Assunto: você vai adorar! Tente!

Corpo:

Caro Matheus,

Como vai você hoje? Estamos tão felizes que você é nosso cliente! Atualizamos recentemente o produto X e lançaremos o serviço Y para ajudar sua empresa ainda mais no futuro. Estamos ansiosos por muitos bons anos juntos.

Se você tiver alguma dúvida, não hesite em entrar em contato!

Obrigado,

João Silva
Diretor de Desenvolvimento

Neste ponto, uma das duas coisas vai acontecer:

1. Seu email será excluído

2. Seus clientes vão bombardear o suporte e entupir essas linhas de comunicação quando um email melhor explicaria as coisas adequadamente.

Esse é apenas um exemplo de uma copy de email escrita do jeito errado.

Esse e-mail, com potencial para aumentar a lealdade e retenção de clientes (com a atualização do produto) e aumentar as vendas (falando sobre o novo serviço) provavelmente custou a esta empresa milhares e milhares e milhares de reais em receita.

Você pode evitar um desastre como esse, seguindo uma lista de práticas recomendadas comprovadas para uma boa copy por email.

Se sua empresa está no mesmo barco que o exemplo mencionado acima ou se você é um veterano experiente em marketing por e-mail, procurando dicas para fazer com que mais clientes interajam com suas mensagens de e-mail, ou esta começando agora, reunimos uma lista de 17 práticas recomendadas de email copy que você pode usar como um guia para garantir que você não cometa o mesmo erro que os caras acima.

Dica #1 : Seja um Mestre nas Linhas de Assunto

copy de email

E-mails com linhas de assunto ruins não são abertos. De fato, 35% dos destinatários do email abrem o email apenas com base no assunto, de acordo com pesquisas realizadas

Então, como profissional de marketing por e-mail, o que você pode fazer para garantir que suas linhas de assunto não o levem pra caixa de spam?

Aqui estão algumas sugestões:

Use uma linguagem que ajude as pessoas a evitar algo.

A psicologia é fascinante, especialmente quando se trata de estudar psicologia de vendas.

Já foi provado repetidamente que a grande maioria das pessoas se interessa mais por produtos e serviços que os ajudarão a evitar a dor (resolver seus problemas ou problemas em potencial) em vez de obter prazer.

Como redatora de e-mail, eu uso isso para minha vantagem ao escrever uma cópy de e-mail, e você também deve.

Por exemplo, digamos que eu estava escrevendo um assunto para um cliente de segurança de dados. Qual linha de assunto você acha que seria mais eficaz?

A: Tenha Segurança no Monitoramento de Dados com a Líder do Setor

B:  Como Evitar um Processo de 1,6 Bilhões de reais por violação de dados.

Eu aposto a minha casa que, em uma lista de clientes em potencial, B teria um desempenho melhor.

A razão é porque subconscientemente apresenta dois “pesadelos” diferentes ao destinatário que eles querem evitar; um processo e perder milhões de reais.

Use notícias ou rumores do seu nicho para sua vantagem

Se houver uma grande história acontecendo no seu nicho ou um boato de que muitas pessoas estão interessadas, você pode capitalizar isso para aumentar suas taxas de abertura.

Por exemplo, enquanto escrevo isso, é setembro de 2019 e o o assunto mais comentado no twitter é o cancelamento do show do Drake no Rock In rio.

Portanto, se eu fosse um profissional de marketing na indústria do entretenimento ,poderia escrever um e-mail  com um link de assunto:

5 Piores escândalos da carreira do Rapper Drake.

Usar notícias ou rumores do seu nicho é fácil.

A chave para usar essa estratégia e aumentar as taxas de abertura de e-mail é garantir que as notícias que você está compartilhando sejam realmente oportunas e relevantes para o seu público-alvo.

Não fale sobre notícias antigas ou sobre as quais apenas você ou um pequeno grupo de nerds do seu nicho se preocupa (não se iluda, todos nós lemos coisas pequenas em nossos respectivos setores).

Por último, mas não menos importante, aqui está outra dica de copywriting para obter melhores linhas de assunto no e-mail:

Crie linhas de assunto de e-mail com foco em emoções

Muitas empresas não gostam de “marketing emocional”. Na verdade, costuma ser considerado não profissional.

No entanto, é provável que uma abordagem de marketing “apenas os fatos, senhora” deixe sua empresa ou organização com resultados muito ruins.

Jogue com as emoções do seu lead ou cliente. Não quero dizer brincar com  o psicológico deles … existe uma maneira ética de fazer isso. Tudo o que você precisa fazer é usar sutis gatilhos psicológicos de vendas em suas linhas de assunto.

Aqui está um exemplo:

Linha de assunto com base em informações: 7 maneiras de aumentar a eficiência com nosso software CRM

Assunto com emoção: Como ultrapassar a meta de vendas e conseguir aplausos de pé do CEO da empresa

Como você pode ver, o título com base em informações é simplesmente sem graça e chato. “Aumentar a eficiência” é um dos campos de vendas mais usados no espaço de marketing da b2b.

No entanto, coloque-se no lugar de um executivo de vendas / marketing; o que exceder as metas de vendas e agradar o CEO realmente significa para elas?

  • Segurança no emprego
  • um aumento
  • Um tapinha nas costas do gerente ( se te faz se sentir bem que mal tem)

Portanto, não tenha medo de inserir um pouco (ou muita) emoção na copy dos seus e-mails. Você ainda pode mantê-lo profissional e conseguir melhores resultados no processo.

Dica #2: Evite Táticas Suspeitas como Baits..

email copy clickbait

Oh, a clássica isca marota … você diz a alguém algo na linha de assunto ou no início do e-mail e, quando ele clica no seu e-mail ou na sua oferta, é levado a uma direção um pouco diferente do que era prometido.

É uma tática de marketing clássica, mas precisa morrer. Agora mesmo.

O que é triste é que muitos profissionais de marketing por e-mail podem pensar que as táticas de clickbait realmente funcionam, porque podem produzir taxas sólidas de abertura e clique para suas campanhas.

O único problema é que, às vezes, os números realmente mentem.

Sigo uma empresa em particular que usa táticas de click bait  (bem como falsa escassez, que discutirei mais adiante neste artigo) o tempo todo.

Estou adivinhando aqui e dizendo que eles estão usando títulos que chocam para gerar aberturas e cliques, mas não estão conseguindo muito em termos de resultados reais.

Pode parecer que estou ignorando as métricas, mas não estou.

No entanto, tenho um grande problema quando um profissional de marketing permite que as métricas superem seu bom senso.

Coloque-se no lugar do cliente ou lead por um minuto.

Finja que está abrindo o e-mail com o click-bait e troque os e-mails no seu computador, tablet ou smartphone. Quando você termina de ler o e-mail ou acessar a página da oferta, não se sente um pouco enganado?

As pessoas compram de pessoas (e empresas) nas quais confiam. Se você está enganando seus assinantes com e-mails, como os tratará quando eles comprarem algo de você?

Seus leads e clientes não podem confiar em táticas assim, e ficam manjadas bem rápido … e aí está meu amigo, a morte da sua campanha por email.

É bem simples; não envie e-mails desprezíveis ou enganosos. Se você for um lead ou cliente e não gostaria de receber esse e-mail, sua empresa provavelmente não deveria enviá-lo.

Dica# 3: Use o storytelling para atrair a atenção do leitor imediatamente.

psicologia das vendas copy de email

Você deve se lembrar anteriormente que eu falei sobre a psicologia de vendas, que é vital para entender se você quer produzir uma copy melhor pro seu e-mail.

As histórias são uma parte vital da psicologia de vendas. Histórias conectam pessoas. Ninguém gosta de ouvir uma apresentação de vendas, mas uma história fascinante? Isso é totalmente diferente.

Como seres humanos, estamos encantados. Nós os amamos.

As empresas inteligentes estão entendendo o poder da narrativa e adotando-a como parte de seu processo de marketing e vendas.

De fato, o HubSpot prevê que contar histórias será a maior habilidade comercial dos próximos 5 anos.

Se as histórias não fizerem parte dos e-mails da sua série de autoresponder que você envia para clientes e possíveis clientes em potencial, está perdendo vendas.

Mas nada tema, pois estou aqui   para orienta-lo na direção certa. Aqui estão três maneiras de gerar ideias impressionantes de histórias para suas campanhas de email em apenas alguns minutos:

  • Que obstáculos você ou alguém que você conheceu superou em sua vida? Escreva sobre isso e amarre-o com sua oferta.
  • Pense em um momento hilário que você experimentou ou ouviu , fazendo as pessoas rirem. Escreva sobre isso.
  • Pegue uma história bem conhecida ou até um evento atual e vincule-a de volta ao seu negócio ou oferta.

Aqui está um pequeno exemplo.

José,

Quando eu tinha 4 anos, lembro-me de ir à casa da minha tia para uma festa no feriado de 7 de setembro. Eu estava me divertindo com todos os meus primos mais velhos … toda a família estava lá.

Então aconteceu …

Eu estava correndo pelo quintal quando caí e cortei meu dedo. Foi apenas um arranhão, na verdade, mas eu estava absolutamente aterrorizada. Eu pensei que o mundo havia acabado e tudo que eu podia fazer era chorar.

Veja bem, mesmo que o problema fosse facilmente solucionável por alguém que sabia o que precisava ser feito (minha mãe), fiquei com tanto medo que quase desmaiei.

Você provavelmente está pensando “o que diabos isso tem a ver comigo?”

Talvez alguma coisa. Talvez nada.

Mas esse é o verdadeiro ponto…

Como minha mãe tinha conhecimento, experiência e sabia como lidar com a situação, recebi uma pomada, um curativo e voltei a brincar em menos de uma hora.

Não foi grande coisa. Porque eu tinha alguém do meu lado que tinha visto esse problema exato inúmeras vezes antes e sabia exatamente como resolvê-lo.

Você vê  onde quero chegar com isso?

Na (insira o nome da empresa ou oferta), nossos consultores de gerenciamento são testados em batalha e atualmente nossos serviços  são utilizados por mais de 6.000 clientes espalhados pelo país.

Portanto, mesmo que você esteja choramingando como uma criança de 4 anos e não sabe o que fazer, podemos ajudar. Assim como uma mãe que trata o problema de uma criança de 4 anos, já vimos esse problema antes e sabemos exatamente como lidar com isso.

Clique aqui para se registrar no nosso webinar sobre “Os 7 destruidores de lucro que estão acabando com o seu negócio”

Vejo você lá.

P.S. Estamos fazendo uma sessão de perguntas e respostas ao vivo no webinar com um de nossos principais consultores. Ele passará 60 minutos completos após o webinar respondendo a perguntas … e é 100% gratuito. Então registre-se agora.

Fim da história.

Esse é um exemplo rápido, mas você entendeu a ideia. Se você deseja usar o email para “vender sem vender”, conte histórias que atrairão seu público assim que eles abrirem seus emails.

Dica #4 Venda em várias partes com múltiplos CTAs

cta email copy

Enviar um email sem uma frase de chamariz forte, específica e clicável é uma receita para o desastre.

Quando se trata de email marketing, as pessoas precisam saber exatamente o que você quer que elas façam; mesmo que seja óbvio.

Gosto de usar várias chamadas para ações nos meus e-mails (geralmente dando ao destinatário 2 a 4 oportunidades de clicar na página de vendas).

Alguns deles são “URLs nus”, como http://www.site.com, enquanto outros são hiperlinks, como “Veja o que outros clientes estão dizendo!” Clique aqui.”

O motivo pelo qual é melhor usar um formato variado é que algumas pessoas preferem clicar em URLs, enquanto outras preferem clicar em palavras. Então, por que não usar os dois para atrair todos da sua lista de e-mails?

O que você deseja evitar são chamadas à ação genéricas, como “saiba mais” ou “obtenha mais informações”.

Não há nada de errado em usar isso, mas apimente um pouco. Se você está pedindo às pessoas que aprendam mais, sobre o que especificamente você quer que elas aprendam?

Veja como adicionar mais sabor a uma chamada à ação genérica:

“Clique aqui para saber mais sobre como você pode reduzir os custos administrativos em 30% e deixar o chefe tão feliz que ele vai querer te pagar uma cerveja”

Isso pode ser um pouco bobo, mas você entendeu.

Como discutimos anteriormente, não tenha medo de invocar emoções com sua copy de e-mail e assuma alguns riscos; você se destacará em 95% da concorrência.

Dica#5 Não precisa ter tanto medo de escrever emails longos

 copy longa

A maioria dos profissionais de marketing com quem converso tem a impressão de que emails mais curtos são melhores.

Embora os e-mails curtos com foco na venda  possam certamente ser eficazes, não subestime o valor de uma mensagem de e-mail longa e bem elaborada.

Eu sei que disse o contrario algumas vezes mas entenda isso..

Há poder na criação de e-mails mais longos.

E-mails em que a copy é tão inacreditavelmente boa que, quando o cliente em potencial clica na sua página, eles estão apenas procurando o botão comprar agora.

Então, como você cria uma copy de email  longa que produz resultados?

Usando uma fórmula de copywriting conhecida como AIDA (Atenção, Interesse, Desejo, Ação).

Para atrair a atenção de seus clientes em potencial, você precisará de uma linha de assunto crucial que abra seu e-mail, depois de uma história ou argumento convincente para envolvê-los emocionalmente no e-mail.

Você usa a atenção como um elemento básico para criar interesse, apelando para as emoções deles (desejos, necessidades, medos, sonhos, etc.). Quando sua copy de e-mail cria uma conexão emocional com seu possível cliente, ele se interessa.

Nesse ponto, você deve ter concluído uma pesquisa de mercado suficiente para saber qual é o problema de seus clientes em potencial.

A parte desejada desta fórmula é mostrar que seu produto é a solução para esse problema.

Por fim, você precisa levá-los a agir com uma chamada à ação simples e específica que eles não podem ignorar.

Escrever e-mails longos de vendas e marketing é realmente simples; Mas não é muito fácil de acertar.

Dica#6: Seja Consistente com seu tom

Faça a si mesmo (e aos seus leads / clientes) um favor; não esteja em todo lugar com sua copy de e-mail.

Uma das práticas recomendadas mais importantes que você pode seguir é garantir que todas as mensagens de marketing enviadas sejam exibidas como se fossem da sua empresa.

Se você é uma empresa séria e é com isso que os clientes e leads estão acostumados; seja sério e profissional. Se seus leads / clientes estão acostumados a uma marca mais criativa, que gosta de falar sobre coisas tolas, faça isso.

Seja você mesmo. Não há tom e voz certos ou errados.

Sempre mostre respeito por seus clientes, crie uma email copy que fale com eles e mostre que seu produto / serviço é uma solução para o problema deles.

Se você fizer isso, poderá melhorar suas campanhas de marketing por e-mail.

Dica #7: Não use uma linguagem que seus leads e clientes não conseguem digerir e entender facilmente

Talvez a primeira regra de copy por email, não confunda seus clientes e não os faça parecer estúpidos ou inferiores.

Sério, quem quer ler e-mails que eles não conseguem entender facilmente?

Você não está tentando escrever o próximo grande romance, é o marketing por e-mail, pelo amor de Deus.

Ninguém, e eu quero dizer, ninguém quer ter que se preocupar ao ler uma simples mensagem de e-mail.

Não há problema em escrever uma copy de e-mail educativa e informal (de fato, você deveria), mas não há mal algum em simplificá-la um pouco para o seu público.

Você não pode vender seus produtos e serviços se as pessoas não entenderem como podem ajudá-las.

Lembre-se, é tudo sobre seus clientes.

Usar um português simples, fácil de digerir e entender, gera mais vendas do que tentar escrever comentários inteligentes. Não estamos defendendo nossa tese de doutorado ou escrevendo para o Financial Times aqui.

 Dica # 8: Seja escaneável evitando grandes blocos de texto.

Acho que vou culpar os professores de português por isso. Entre 4-8 frases em um parágrafo? Eles claramente não eram responsáveis ​​por criar uma copy de e-mail!

Você provavelmente notou neste artigo que a maioria dos meus parágrafos é apenas uma frase ou duas (três no máximo). A razão para isso é simples; as pessoas escaneiam.

Não importa o quão impressionante seja o seu conteúdo, as pessoas provavelmente não vão ler todas as palavras.

Se você escrever e-mails (ou qualquer outro conteúdo) em um único pedaço grande e volumoso de texto, ele será ignorado.

É fácil para nós, como profissionais de marketing, sermos pegos em nosso próprio mundo e pensar que as pessoas estão morrendo de vontade de ouvir cada palavra que temos a dizer.

Mas quando você recuar por um minuto e examinar seu próprio comportamento, perceberá que provavelmente também escaneia muito.

Mencionamos acima que é incrivelmente importante não confundir seu público-alvo.

É igualmente importante que você apresente sua copy por e-mail em um formato facilmente digerível. Dividir seu conteúdo em parágrafos menores é a maneira mais simples de fazer isso.

Dica # 9: O design minimalista é melhor para a maioria dos mercados-alvo.

Ok, eu joguei isso aqui, mesmo que não seja uma dica de redação em si.

Com base no tema de simplicidade e design no que diz respeito à copy de e-mail, aqui está outra prática recomendada para suas campanhas; o design minimalista costuma ser melhor para conversões.

Pense nisso; Quantas vezes você abriu um e-mail e realmente foi movido a fazer uma compra com base nas fotos ou no design?

Claro, se você está vendendo pacotes de férias e deseja incluir uma imagem de um cenário de praia tropical, isso faz sentido, mas na maioria dos casos o texto e o design minimalista são o caminho a seguir nos seus e-mails.

Deixe o design gráfico sofisticado em suas páginas de vendas.

Dica # 10: Comunique seu valor compartilhando benefícios (informe seus clientes como isso os ajudará).

Essa é uma prática recomendada de copywriting que geralmente é ignorada.

Não sei dizer quantos e-mails que recebo destacam os recursos de um produto ou serviço e nem tentam comunicar os benefícios ou o valor que receberei por solicitar mais informações ou adquirir esse produto ou serviço .

Se você deseja mover as pessoas através do seu funil de vendas de forma eficaz, você deve fornecer valor em cada etapa do ciclo de compra.

Como o email é a principal ferramenta de comunicação para atrair potenciais clientes e conquistar novos clientes (e vender mais que seus clientes atuais), concentrar-se apenas nos recursos, é uma armadilha mortal para sua copy.

Entenda, é mais difícil comunicar benefícios, porque os recursos são expostos a você como fornecedor de produtos ou serviços.

Você conhece os recursos de um produto; portanto, ao criar uma copy de e-mail, é fácil vomitar apenas uma lista de recursos.

É importante observar que os recursos ainda são importantes e não estou dizendo para não incluí-los.

O que estou dizendo é que as pessoas usam recursos para justificar suas compras logicamente, mas não é o que realmente faz a venda.

Os recursos dizem algo. Benefícios vendem

  • As pessoas não compram camas, compram uma boa noite de sono.
       
  • As pessoas não compram 32GB de memoria, compram 5.000 músicas no bolso.
       
  • As pessoas  não compram uma mova dentadura, elas compram um sorriso novo e confiante.

Qual é o resultado que seu cliente realmente deseja que seu produto ou serviço possa oferecer ?

Lembre-se de se concentrar nos benefícios da próxima vez que escrever um e-mail para seus leads e / ou clientes. 

Dica # 11: mantenha o “diálogo interno” sobre a sua empresa no mínimo.

As pessoas se preocupam muito menos com sua empresa do que você pensa.

Me desculpe se isso machuca seu ego, mas é a verdade.

As pessoas se preocupam muito mais com o que você pode fazer por elas.

Seja um produto ou serviço específico que você oferece aos clientes, a principal razão pela qual alguém fará negócios com você é porque você pode resolver um problema que eles estão tendo.

Quer gostemos ou não, a maioria de nós tem uma mentalidade de “o que você tem pra mim”, especialmente quando estamos prestes a gastar dinheiro.

Infelizmente, a maioria das empresas falha miseravelmente em tirar proveito dessa “falha” que seus clientes em potencial possuem e, em vez disso, coloca-os para dormir com uma copy de e-mail chata que realmente fala sobre quão boa é a empresa, como nosso produto possui esses 5 novos recursos, etc.

É uma copy chata que não agrada a seus clientes. Claro que agrada a você, mas você não é o seu mercado alvo.

Se você deseja dar um passo atrás e fazer uma avaliação honesta dos materiais de marketing que sua empresa está produzindo (especificamente o copywriting de suas campanhas de e-mail), você poderá perceber que está perdendo o rumo.

Veja como fazer um 180 completo e deixar sua copy na direção certa:

Etapa 1: Mergulhe profundamente nos desafios e frustrações que seu mercado-alvo enfrenta. O que os mantêm acordados à noite? Que desafios ou obstáculos estão tentando desesperadamente resolver?

Etapa 2: não seja um produto ou serviço; seja uma solução. Concentre sua copy de e-mail em ajudar seu público a superar os desafios que os mantêm acordados à noite. Você não fornece produtos ou serviços, fornece soluções para problemas.

Etapa 3: Lembre-se de que as pessoas compram com emoção e justificam com lógica.

Existe um mito de que a emoção não é profissional ou apropriada no mundo dos negócios. Essa atitude de “devemos ser profissionais” provavelmente está custando muito ao seu negócio. Você pode usar emoção em sua copy de e-mail para atrair a atenção do leitor e vender enquanto ainda é profissional.

Dica # 12: use números específicos se apresentar dados ou estudos de caso.

Qual destes você acha que é um assunto melhor?

Mais de 30.000 usuários e em crescimento

ou…

31.277 clientes agora usam nosso CRM … Você é o próximo?

Seja no assunto de um email ou na própria copy, as pessoas adoram ler números específicos. Eles são mais autênticos.

Inconscientemente, mostra a um cliente em potencial que você se preocupa com cada cliente que você já possui; e se eles negociarem com você, você também se preocupará com eles.

Ao apresentar números, fatos ou estudos de caso por e-mail, não seja preguiçoso, use números ímpares e específicos que atraem a atenção das pessoas (por que você acha que esta postagem no blog é “17 práticas recomendadas” e não 10 ou 20? mais atenção!).

Dica # 13: Crie um senso de urgência (mas não falsa urgência).

Como seres humanos, não gostamos de perder as coisas. Nosso medo de perder  algo é muito mais poderoso do que nosso desejo de ganhar algo (na maioria das vezes).

Como profissional de marketing por e-mail, você pode usar esses gatilhos psicológicos para invadir a maneira como seus compradores pensam e tirar proveito disso usando a urgência e o medo de perder para ajudá-lo a ver seus produtos ou serviços por e-mail.

Veja como fazer isso:

Digamos que sua empresa queira criar uma oferta de valor agregado (que geralmente é muito melhor do que oferecer um desconto).

Você vende um produto SaaS e sua oferta de valor agregado é que você permitirá que os leads comprem sua assinatura ou associação de nível mais alto pelo preço da associação de nível inferior.

A melhor maneira de fazer isso? Crie uma série de emails promovendo a oferta de valor agregado.

Faça a oferta por email; mas crie um senso de urgência com uma linha do tempo.

Idealmente, você notificará seus leads sobre sua oferta uma semana antes do “prazo”, para poder criar e-mails que mostrem os benefícios do mais alto nível de associação.

Durante esse período de sete dias, sua sequência de e-mails precisa se concentrar nos problemas principais que a adesão de mais alto nível resolverá, responderá às objeções dos clientes com antecedência e, é claro, fará uma oferta atraente no final da sequência.

Com uma excelente copy de e-mail e leads direcionados, essa estratégia funcionará sempre … apenas certifique-se de que você realmente siga as instruções.

Se você disser que a oferta está encerrando às 23h59  na sexta-feira, feche a oferta naquele momento.

Se alguém tentar comprar às 12:01, deve ser direcionado para uma página dizendo que a oferta está encerrada.

Nada é pior do que usar falsa urgência para vender; se você criar um hábito, seus clientes verão através dele. 

Dica #14: Diga ao cliente ou lead EXATAMENTE qual é o próximo passo.

Qual é o próximo passo?

Este é um ponto curto, mas muito importante. Nunca assuma que seus leads ou clientes sabem qual é o próximo passo, mesmo que seja óbvio.

É seu trabalho tornar isso óbvio. Tanto é assim que um aluno da 2ª série pode descobrir isso.

Se você quiser que alguém clique em um link, peça para ele clicar em um link.

Se você estiver abrindo uma linha de comunicação bidirecional (sobre a qual falaremos abaixo), faça uma pergunta específica aos seus clientes potenciais / clientes e peça que eles respondam.

Suas vidas em perspectiva são bastante complicadas; também não torne seus e-mails complicados. Simples, direto, específico e fácil de entender é o caminho a percorrer.

Dica #15: Abra uma linha de comunicação bidirecional (muito importante).

É muito importante que você convide clientes e possíveis clientes em potencial para interagir com sua marca. Obviamente, isso é predominante nas mídias sociais, mas não por email.

Uma das melhores dicas que posso dar para você criar relacionamentos com seus clientes e leads direcionados por e-mail é abrir uma linha de comunicação bidirecional.

Isso mostra que você se importa com eles. Isso mostra que você se preocupa com as lutas deles e quer ajudá-los a resolver seus problemas.

Um exemplo é a lista de Brian Dean do Backlinko

Ao optar por participar da listas de email dele, você recebe um email de resposta automática personalizado e informando imediatamente que são diferentes. Que esta disposto a ajudar.

Ele pede que você responda a eles por e-mail para que ele saiba como melhor atendê-lo.

Na verdade, é bastante simples e é o que as pessoas querem. Infelizmente, muitas empresas estão ocupadas demais tentando parecer “profissionais” e seu marketing perde o toque humano.

Quando foi a última vez que você perguntou a um novo lead ou cliente com o que eles estavam com os problemas do negócio e realmente pediu que respondessem?

Funciona muito melhor do que empurrar o produto ou serviço que você está tentando vender pela garganta deles do outro lado da tela.

Dica # 16: Use P.S. (As vezes).

Você sabia que a segunda parte mais lida de um e-mail após a linha de assunto é o P.S.? Por que ?

Falamos sobre isso antes, mas um dos maiores medos que temos é perder algo valioso ou importante; especialmente no mundo dos negócios.

A psicologia humana é fascinante. É realmente um estudo interessante quando aplicado ao mundo dos negócios.

A maioria dos leitores de e-mail costuma “digitalizar” seus e-mails, lendo trechos deles. É sempre importante que você tire proveito da maneira como o cérebro humano funciona e use-o para sua vantagem.

Seu público-alvo sempre lerá a linha de assunto, a primeira frase, o meio do seu e-mail e o P.S.

Embora todo o email seja importante, esses são os elementos mais críticos nos quais sua copy de email deve se concentrar para melhorar suas campanhas.

Portanto, não tenha medo de jogar um P.S. em alguns de seus e-mails, isso pode fazer maravilhas para suas campanhas.

Dica# 17: não tenha medo de tentar algo diferente

Não posso enfatizar o suficiente em dizer que cada empresa e todo público-alvo são diferentes.

Só porque um determinado estilo e formato funciona bem para uma empresa, não significa necessariamente que funcionará bem para você.

Não tenha medo de mudar as coisas. Execute alguns testes A/B. Experimente diferentes linhas de assunto, formatos, designs etc. para ver como seus clientes em potencial lidam com eles.

As principais regras de copy de e-mail são escrever ótimas linhas de assunto, contar histórias interessantes e lembrar que não se trata tanto de você quanto de seus clientes.

Eu já disse isso várias vezes e vou repetir; mostre a eles como você pode resolver os problemas deles com a sua proposta única.

Juntando tudo…

Obrigado por ficar comigo até o final. Este post tem cerca de 5.000 palavras, mas contém informações muito valiosas.

Ao usar essas práticas recomendadas, você pode literalmente fazer da sua empresa milhares, centenas de milhares ou até milhões de reais com base no tamanho de suas listas de e-mail e na quantidade de clientes e novos leads gerados.

Então o que você vai fazer agora?

Você vai pensar em “bom artigo”, mas não faz nada para melhorar suas campanhas por email? se você não fizer nada de nada adianta ler esse artigo não é verdade?

Copywriting é a habilidade que você precisa aprender! 

O sucesso da sua campanha de marketing por e-mail dependerá em grande parte do tamanho do conteúdo que você compartilha com seus clientes e leads.

Design, capacidade de entrega, etc … nada disso importa, a menos que sua copy seja clara e o ajude a criar leads, aumentar as vendas e reduzir a rotatividade de clientes.

Se você deseja trabalhar como um profissional de copywriting seja especializado em e-mail ou outras formas eu posso te ajudar! 

Não desperdice essas práticas recomendadas; use-as e melhore suas campanhas de email e mais importante ganhe mais dinheiro!

Se você gostou desse post...

Então, você vai amar meu meu curso de e-mail gratuito de 5 partes, onde eu ensino como 27 palavras podem tornar seus sonhos mais loucos em realidade e como tirar proveito delas no seu marketing.

Vá em frente e pegue a primeira lição!

Hidden Content

 

 

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *